Data: terça, 18 de fevereiro de 2020
Horário de Brasília: 05:55
Clima

Pacientes na expectativa para o início dos atendimentos no Centro de Hemodiálise de Aracruz

14/01/2020 Fotos: Vinícius Gardiman
Luzinete dos Santos e Zilda Rodrigues conheceram o Centro de Hemodiálise de Aracruz na manhã desta terça (14), acompanhadas do prefeito Jones Cavaglieri

Luzinete dos Santos e Zilda Rodrigues conheceram o Centro de Hemodiálise de Aracruz na manhã desta terça (14), acompanhadas do prefeito Jones Cavaglieri

Na manhã desta terça-feira (14), pacientes portadores de insuficiência renal crônica conheceram as instalações do Centro de Hemodiálise de Aracruz. Essa será a primeira clínica pública municipal do Brasil especializada neste tipo de atendimento. A expectativa, de acordo com a Secretaria de Saúde da Prefeitura de Aracruz (Semsa), é que as primeiras sessões aconteçam ainda este mês.

Zilda Rodrigues Pereira, de 52 anos, é uma das pacientes que está na expectativa para o início do funcionamento do Centro de Hemodiálise. Ela conta que precisa ir ao município de Linhares três vezes por semana e o fato de, em breve, poder realizar as sessões mais próximo de casa a deixa mais tranquila. “Moro na Vila do Riacho e preciso acordar às três da manhã para fazer a hemodiálise. Agora, espero poder sair mais tarde de casa e também chegar mais cedo”, relata.

Para Maria Scoppel, de 65 anos, a esperança é ainda maior. A aposentada morava no município de Ibiraçu, mas, devido a certas dificuldades, precisou se mudar para Aracruz com o filho e o marido, já que semanalmente vai a Linhares para as sessões. “Agora pretendemos voltar pra nossa casa”, disse.

Segundo à Semsa, serão atendidos 45 pacientes por dia, divididos em três turnos, totalizando, em média, mil sessões por mês. Além disso, os pacientes terão toda assistência necessária, como transporte, alimentação e acomodação.

Um sonho de muitos
Inaugurar o Centro de Hemodiálise de Aracruz é um sonho antigo de muitas pessoas, principalmente daquelas que precisam se deslocar semanalmente a outros municípios para as sessões.

“Dentre tantas demandas, nós priorizamos a construção do Centro de Hemodiálise, tendo em vista as dificuldades dos pacientes que, além de passarem pelo desconforto das sessões, precisavam sair de casa pela madrugada e viajar até outro município. Nosso objetivo é cuidar dessas pessoas, por isso, acreditamos que com este projeto, vamos mudar a vida desses pacientes, dar dignidade e também oferecer um serviço humanizado e sério, com profissionais altamente especializados na área”, disse o prefeito Jones Cavaglieri.

O grupo de médicos que atuará no Centro de Hemodiálise, inclusive, despertou a atenção de uma das pacientes. Luzinete dos Santos, de 52 anos, ficou surpresa ao saber que um dos médicos que a atendia em outra cidade, agora, faz parte da equipe da clínica de Aracruz. “Fiquei muito feliz ao chegar aqui e me deparar com o nefrologista que me atendia em Vila Velha, e também ao saber que vamos ter esse conforto”, comentou.

Estrutura
Considerado o mais moderno do estado, com uma excelente estrutura física, o Centro de Hemodiálise de Aracruz conta com 15 cadeiras onde os pacientes ficarão, além de uma sala de urgência e emergência, saídas separadas para pacientes e funcionários, banheiros, salas de repouso, esterilização e a sala da osmose, considerada o pulmão do centro de hemodiálise. Serão atendidos, em três turnos, 45 pacientes/dia, com 1014 sessões por mês. A equipe contará com médicos, enfermeiros e outros profissionais que vão se dedicar diariamente aos atendimentos.

Primeira cidade brasileira a contar com um Centro de Hemodiálise Municipal
Assim que os serviços entrarem em funcionamento, Aracruz se tornará a primeira cidade em todo o Brasil a contar com um Centro de Hemodiálise Municipal, e que ainda terá ao seu lado, uma farmácia Cidadã Estadual com medicamentos de alto custo, muito deles utilizados pelos pacientes.





TEXTO: SECOM
E-MAIL: comunicacao@aracruz.es.gov.br