Data: domingo, 29 de março de 2020
Horário de Brasília: 18:07
Clima

Novo coronavírus: Desenvolvimento Social orienta moradores de rua

25/03/2020 Divulgação Secom/PMA

Assistentes sociais e técnicos da vigilância sanitária da Prefeitura de Aracruz estão circulando pelas ruas do município para conscientizar as pessoas em situação de rua em relação aos cuidados para prevenção contra o novo coronavírus.

De acordo com a secretária de Desenvolvimento Social e Trabalho (SEMDS), Rosilene Filipe dos Santos Matos, a ideia é oferecer para estas pessoas a possibilidade de realização do isolamento social através do retorno à casa das famílias ou ainda por meio do aluguel social em caráter provisório. 

Quem aderir ao aluguel social terá todo o suporte para se manter em isolamento como colchão, lençol, kit de higiene e alimentação. A medida vai atingir os moradores de rua cadastrados no serviço de assistência do município. Aqueles moradores nesta situação vindos de outras cidades serão encaminhados para seus lugares de origem.

A abordagem educativa é uma orientação do governo municipal e do Conselho Nacional de Direitos Humanos. Primeiramente, a população de rua receberá informações sobre os riscos de permanecer nas ruas e sobre as alternativas para se proteger neste período de restrições à circulação na cidade.

No entanto, explica a secretária, caso o morador não opte pela adesão, e haja necessidade, o poder público poderá impetrar junto ao judiciário uma medida de coerção, submetendo-o ao acolhimento em algum espaço social ou familiar ou à internação compulsória.

Durante todo o ano, a secretaria costuma atuar, semanalmente, na abordagem à população de rua, respeitando as premissas da Política Nacional de Assistência Social. O trabalho disponibiliza serviços, faz o direcionamento para tratamento, orienta o retorno do morador para casa e motiva a reconstrução dos vínculos familiares mediante a aceitação destas pessoas.

“O serviço de abordagem social não tem o cunho de obrigá-lo a aceitar nenhuma oferta. O trabalho é sempre de conscientização e de oferta de possibilidades para que o morador de rua possa, de acordo com o entendimento dele, mudar a própria história”, declara Rosilene.

TEXTO: SECOM
E-MAIL: comunicacao@aracruz.es.gov.br