Data: terça, 27 de outubro de 2020
Horário de Brasília: 08:03
Clima

Aracruz volta para Risco Moderado e ganha novo decreto de combate à pandemia

02/08/2020 Raquel de Pinho/SECOM

Aracruz conquistou uma nova classificação de risco para as medidas qualificadas de prevenção e controle da contaminação pelo novo coronavírus. De acordo com 16º Mapa de Risco Covid-19, divulgado pelo Governo do Estado neste sábado (01/08), o município voltou a ser classificado dentro do Risco Moderado. O mapa terá vigência entre a próxima segunda-feira (03/08) e o domingo (09/08). Para atender à nova classificação, o prefeito Jones Cavaglieri assinou um novo decreto com as recomendações para combater a pandemia na cidade.

 O decreto nº 38.279 com as medidas de enfrentamento da situação de emergência decorrente da Covid-19, publicado em 1º de agosto, trouxe mudanças como o novo horário de funcionamento dos setores não essenciais. Com as novas regras, o segundo e o terceiro setores não essenciais funcionarão de segunda a sexta-feira, das 12 às 18 horas.

Fazem parte do segundo setor: lojas de vendas de materiais de construção, de ferragens, ferramentas, material elétrico, material hidráulico, tintas, vernizes e materiais para pintura; pedras ornamentais e de revestimento; tijolos, vidraçaria, madeira e artefatos de cimento; lojas de vendas de peças automotivas; móveis; eletrodomésticos; eletroeletrônico; papelarias; livrarias; lojas de celulares; artigos para escritório; estúdios de revelação e impressão fotográficas; gráficas; copiadoras; papelarias; livrarias; lojas de equipamentos musicais.

O terceiro setor é integrado pelas lojas de vestuário; cama, mesa e banho; colchões, artigos esportivos; utilidades do lar e descartáveis; calçados, bolsas e demais acessórios; tecidos; armarinhos; cosméticos e perfumarias; relojoarias, joalherias e bijuterias; óticas; floricultura; artigos para festas, chocolates; bombonieres e lojas de vendas de veículos automotores; distribuidora de bebidas; lojas de conveniências.

Pertencentes ao quarto setor, os restaurantes, lanchonetes, pizzarias, sorveterias e açaíterias passarão a funcionar de segunda a sábado, das 10 às 20 horas. Os estabelecimentos do primeiro setor, considerado essencial, continuam funcionando em dias e horários regulares e habituais.

 

Nova classificação: Risco Moderado

De acordo com a secretária de saúde de Aracruz, Clenir Avanza, profissionais de saúde do município, reunindo técnicos da Vigilância Sanitária, enfermeiros, médicos, e a equipe técnica administrativa, se uniram em uma força-tarefa para revisão e atualização dos dados que repercutiram na mudança de classificação de risco da cidade.

“Pra que nós tivéssemos agora no risco moderado foi um trabalho contínuo e muito importante realizado por toda a rede de assistência à saúde, pelas unidades básicas e, principalmente, por nossa Vigilância. Ficamos atentos aos casos curados e ao fechamento clínico de casos em aberto. Isso fez com que houvesse um novo cálculo e, finalmente, a gente estivesse no Risco Moderado”, explica.

No entanto, a secretária alerta: “Mas isso não significa que Aracruz está numa planície ou que nós estamos despreocupados. Muito pelo contrário: é necessário um monitoramento diário e contínuo, aumentar o isolamento e o distanciamento social, usar as máscaras de proteção, e principalmente, fortalecer o cuidado com a higiene o tempo todo”, enfatiza Clenir.

 

Vigilância e cuidado constante

O prefeito Jones Cavaglieri comemorou a conquista para o município e anunciou o novo decreto para enfrentamento da situação de emergência em saúde pública. “Hoje, elaboramos um decreto já com a flexibilização do comércio, indicando o que pode e o que não pode abrir, quais dias e horários cada segmento está autorizado a funcionar, isso tudo baseado no Decreto Estadual, porém, dentro da classificação de risco moderada. Então, com isso, nós temos condições de melhorar o atendimento ao comércio em geral”, enfatiza.

Apesar de o município ter recebido uma nova classificação, o chefe do Executivo Municipal pede a atenção de toda população aracruzense. “Mas não é porque estamos saindo do quadro de alto risco para o moderado que relaxaremos. Vamos continuar fazendo todo o trabalho, cumprindo os protocolos e cautelas sanitárias, seguindo as recomendações de higienização pessoal e local, de fazer o isolamento social, de cumprir a determinação de ficar em casa, para evitar a proliferação do coronavírus, e vamos cobrar o uso obrigatório de máscara, se tiver que sair de casa, e o respeito ao distanciamento social. Todos esses cuidados continuam fundamentais, cada vez mais, para evitar o avanço da contaminação”, pede o prefeito Jones Cavaglieri.

O procurador geral do município, Wagner Carmo, um dos responsáveis pela elaboração dos decretos, fortalece as recomendações da atual administração. “Mantendo o compromisso com a vida e em respeito às instituições, o prefeito Jones publicou o novo decreto, a partir da nova classificação de risco para a cidade, divulgada pelo Governo do Estado. O que significa estar no Risco Moderado? Significa manter a atenção e a vigilância no combate à pandemia e também significa manter a regularidade da atividade comercial. Para que a cidade possa continuar a crescer e a controlar a pandemia, o cidadão aracruzense deve evitar ações que possam disseminar o vírus”, aconselha o procurador.

A estratégia de mapeamento de risco elaborada pelo Governo do Estado a partir de estudos técnicos desenvolvidos por uma equipe de especialistas de diversos órgãos estaduais e federais leva em consideração o coeficiente de incidência da doença, a taxa de ocupação de leitos de UTI, a taxa de letalidade, o índice de isolamento social e a porcentagem da população acima dos 60 anos, considerado grupo de risco.

TEXTO: Simony Leite Siqueira
E-MAIL: comunicacao@aracruz.es.gov.br