Horário de Brasília: 23:40
Data: terça, 01 de dezembro de 2020
Clima

Central Integrada de Segurança Pública de Aracruz mostra eficiência no combate à criminalidade

20/11/2020 Divulgação SECOM/PMA
A CISP atualmente conta com cinco equipes de agentes que se revesam em escala de 24h, sete dias por semana, monitorando vias e logradouros públicos

A CISP atualmente conta com cinco equipes de agentes que se revesam em escala de 24h, sete dias por semana, monitorando vias e logradouros públicos

No dia 17 de abril de 2019 foi realizada uma cerimônia na prefeitura de Aracruz com a presença de diversas autoridades para oficializar a entrega do sistema de Cerco Eletrônico do município, que se tornou o trigésimo no país a contar com essa tecnologia de segurança pública. Juntos, o Cerco Eletrônico e a Central de Videomonitoramento compõem a Central Integrada de Segurança Pública (CISP) de Aracruz, que vem ofertando às forças policiais mais poder de investigação e inteligência no combate ao crime.

E como forma de otimizar ainda mais esses serviços, no mês de julho de 2019 a prefeitura de Aracruz se reuniu com a Superintendência da Polícia Rodoviária Federal, em Vitória, para estreitar laços e ampliar seu poder de vigilância, que também trabalha em parceria com as polícias Militar e Civil. Dede então, a PRF fez uma avaliação técnica de acesso às informações de Aracruz para se aderir ao sistema. Um outro fator importante que contribuiu para essa otimização, foi a interligação do sistema de segurança pública com municípios dos estados do Rio de Janeiro, São Paulo e Minas Gerais que possuem o mesmo dispositivo.

O Secretário de Administração e Recursos Humanos Luciano Forrechi afirmou que essa integração vem trazendo cada vez mais resultados positivos. “Já temos um tempo de resposta muito menor na identificação e recuperação de um possível veículo envolvido em uma ocorrência. E a partir do mês de outubro os novos equipamentos instalados para o videomonitoramento que trabalharão em conjunto com o cerco eletrônico darão para Aracruz uma das centrais de segurança integrada municipal mais modernas do estado”, afirmou.

Essa barreira eletrônica de alta tecnologia monitora 15 pontos da sede administrativa, contendo 32 faixas para o reconhecimento ótico de caracteres capazes de identificar todos os veículos que passarem pelos pontos da barreira. Seus mecanismos permitem alcançar objetivos estratégicos na área de segurança pública, com a prevenção e combate à violência, permitindo o monitoramento de todos os veículos que chegam ou saem da cidade, apurando quais foram furtados ou roubados, além de outros com restrições que estejam circulando.

Câmeras de alta tecnologia e definição de imagens
Com relação às câmeras do Videomonitoramento, foi assinado em agosto deste ano, um contrato de aquisição de 36 novas câmeras de alta tecnologia e com um poder de definição ainda maior do que as outras câmeras que operavam, o que proporcionará às ainda mais eficiência para as apreensões. Ao todo serão 76 câmeras contanto com as do projeto “Olho Digital” do Governo do Estado.

A CISP vem atuando de forma incisiva, e com apoio das forças de segurança, várias foram as ocorrências solucionadas em tempo recorde, ajudando na prisão em flagrante, apreendendo armas, drogas e recuperando motos e carros furtados, além de proteger o patrimônio público, sendo que indivíduos foram flagrados e identificados praticando vandalismo. Como exemplo, em fevereiro deste ano em Barra do Sahy, foram derrubadas aproximadamente 17 lixeiras do tipo papeleiras de poste com golpes de pontapés, além de diversos banheiros químicos, que foram colocados para atender os visitantes e turistas.

O Delegado do Setor Patrimonial de Aracruz Dr. Rodrigo lembrou que as imagens fornecidas pelas câmeras permitem aos policiais terem contato quase que imediato com as ocorrências. “A CISP é uma ferramenta essencial para o combate a vários tipos de crimes, como o patrimonial, o tráfico de drogas e os crimes contra a vida, como a violência doméstica. Ela nos permite que a gente tenha um contato quase que em tempo real com o acontecimento e a identificação dos condutores de veículos que estejam envolvidos. Nesta quinta-feira (17/09) por exemplo, a Polícia Civil foi a Vitória atrás de criminosos que estão cometendo furtos de veículos e motos em Aracruz, e graças às informações da CISP conseguimos identificar um veículo e fazer a apreensão de dois dos três envolvidos”, afirmou.

Para o Comando do 5º BPM a parceria da CISP com as forças de segurança é uma realidade diária e fundamental para o sucesso das operações. “Posso garantir que esse sistema é primordial para a segurança de Aracruz. Ele é usado 24h por dia para monitoramento de veículos, e com as informações de algum furto, passamos os dados para localizá-los e informar as viaturas para realizar o cero. Essa ação conjunta é uma realidade diária e uma constante desse trabalho integrado de sucesso”, reforça.

A CISP atualmente conta com cinco equipes de agentes que se revesam em escala de 24h, sete dias por semana, monitorando vias e logradouros públicos. Ela observa em tempo real possíveis ocorrências de natureza como furtos, roubos, agressões e brigas, além da preservação do patrimônio público. Caso alguma situação seja flagrada, imediatamente os agentes de segurança entram em contato com a polícia, que se desloca até o local para averiguar a situação e tomar as medidas cabíveis.

Desde a implantação do Cerco Eletrônico em 2019 foram 484 registros de ocorrências solucionadas com o apoio da CISP. Entre 1º de janeiro a 26 de junho de 2019, 35 registros de ocorrências foram finalizadas, sendo que desses 35 registros 13 envolviam furtos e roubos de veículos. Já de 1 de julho a 31 de dezembro de 2019 foram 73 registros finalizados, sendo 30 envolvendo furtos e roubos de carros. Já no primeiro semestre de 2020 foram 54 ocorrências solucionadas, com 22 envolvendo roubos e furtos de veículos.

O prefeito Jones Cavaglieri explicou o que motivou seu governo a se preocupar ainda mais com a questão de segurança pública. “Sempre tivemos uma grande preocupação com a segurança, que se acentuou ainda mais já no início do nosso governo quando estourou a greve da Polícia Militar. Diante disso começamos a trabalhar essa questão para que pudéssemos ter um maior controle. Fomos para as cidades de Indaiatuba e Guararema em São Paulo conhecer o sistema do cerco eletrônico, o que era bem diferente de tudo que já tinha visto sobre segurança, trazendo resultados bem positivos. Posteriormente implantamos o cerco aqui em Aracruz, o que trouxe bons resultados diante das parcerias com as forças de segurança que estabelecemos”, disse.

Ainda de acordo com o prefeito hoje a Cisp, com as câmeras do cerco eletrônico e do videomonitoramento de tecnologia de ponta, também será iniciado um projeto-piloto com o Shopping Oriundi para o reconhecimento facial. “Com um banco de dados de cinco milhões de fotografias será permitindo a identificação de procurados pela justiça. A intenção é que isso seja ampliado para os distritos para dar mais segurança. Todo esse sistema nos proporcionou uma redução de 77% no índice de roubos e furtos, e isso nos dá uma tranquilidade pois mostra que nós fizemos nosso papel. Esperamos que o próximo governo dê seguimento nesse nosso legado”, concluiu o prefeito.

TEXTO: SECOM
E-MAIL: comunicacao@aracruz.es.gov.br